Skip to content

Mestrado em Administração: informações e orientações para pretendentes!

09/04/2011

Mestrado em Administração: informações!

Este artigo visa oferecer informações gerais – e úteis – relacionadas ao mestrado, especialmente para aqueles que pretendem fazer o Mestrado em Administração.

Primeiros passos!

1 Quando estiver fazendo a graduação, é importante entrar em contato com um(a) professor(a) pesquisador(a). Ou seja, que publique periodicamente artigos científicos em eventos/revistas – confirme isso no Currículo Lattes do(a) professor(a) (http://lattes.cnpq.br/), e que tenha pelo menos Mestrado, a fim de que possa orientá-lo(a) e iniciá-lo(a) no mundo da pesquisa.

Assim, você poderá fazer pesquisas sob a orientação de um pesquisador experiente e poderá publicar artigos em eventos e revistas/periódicos científicos. Isso tornará você mais preparado para enfrentar um processo de seleção de Mestrado, porque já terá um histórico com pesquisas realizadas e publicadas.

Se você se dedicar, poderá escrever e publicar pelo menos um artigo por ano durante a graduação, em conjunto com seu orientador.

2 Participe também de programas oficiais de Iniciação Científica da sua universidade. Os programas de mestrado também valorizam os candidatos que fizeram Iniciação Científica.

3 Obviamente é bom você ter boas notas no seu histórico de disciplinas, pois, em geral, os processos de seleção pedem o histórico de suas notas da graduação. E se você não possui boas notas, pode ser que isso não seja bom para o processo de seleção do Mestrado.

4 Mas se você já é formado(a) e não fez nada do exposto acima durante a graduação, não se preocupe: há espaço para todos. Conseguir entrar num mestrado, que está cada vez mais concorrido, é uma questão também de determinação. Não desista! Muitos tentam várias e várias vezes, até que conseguem! E as dicas acima são para você estar em melhores condições que outros concorrentes, apenas isso, mas existem outros critérios no processo de seleção que são levados em consideração.

5 Entenda de metodologia. Leia bons livros de metodologia de pesquisa.

6 Mesmo após formado, você pode, a exemplo do item 1, acima, contatar um professor pesquisador e começar a pesquisar e publicar. Se estiver terminando sua especialização, aproveite e faça uma boa pesquisa ou artigo para finalizar e poder publicá-lo. Pesquise, publique!

Precisa fazer especialização antes?

Não. A “Especialização” (chamada por grande parte das pessoas de “pós-graduação”) não é requisito para entrar no mestrado, tanto que muitos entram logo após a graduação, sem ter cursado a especialização.

Informação: tudo o que se cursa após a graduação é, na verdade, “pós-graduação”, assim, há pós-graduação em nível de Especialização (lato senso), nível de Mestrado e Doutorado (stricto senso).

Nível em língua inglesa

A maioria dos programas de mestrados exige um nível suficiente para ler em inglês, para poder dar conta dos artigos científicos estrangeiros. Mas se você tiver inglês fluente (ler, escrever, falar/dialogar…) melhor ainda.

Por isso, durante a sua graduação, se ainda não domina a língua inglesa, inicie seus estudos. A quase totalidade dos programas de mestrados faz testes de suficiência em língua estrangeira (que pode ser inglês ou outras línguas), durante, ou antes, de se entrar no mestrado. Não tem como fugir… aprenda inglês!

Se já é graduado e não sabe muito de inglês, nunca é tarde para (re)começar!

Idade para entrar no mestrado

Não existe idade mínima.
Se tiver a graduação concluída, está apto a entrar num mestrado. Tanto que existem estudantes, por exemplo, iniciando o mestrado nos dias de hoje com apenas 21 anos!

O que é o Teste ANPAD?

O Teste ANPAD é um exame de proficiência que envolve conhecimentos em língua portuguesa, língua estrangeira (inglês) e raciocínio lógico, quantitativo e analítico.
É promovido pela ANPAD – Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração.
A maioria (senão todos) dos programas de mestrados em administração exige esse teste para que o candidato possa concorrer a vaga no mestrado.
Maiores informações (datas, detalhes do teste, etc.): www.anpad.org.br

Pontuação e edição do Teste ANPAD

A pontuação e a edição do teste exigidas depende de cada programa de mestrado. Verifique isso no site do mestrado que pretende entrar.

Fases de processos de seleção

Cada mestrado possui suas próprias regras de ingresso. No entanto, a maioria possui fases tais como:

– Teste ANPAD
Cada universidade define como usa o resultado do teste. Assim, tem universidades que exigem uma pontuação mínima para poder concorrer ao mestrado.
Outras exigem o teste, mas iniciam o processo de seleção com uma quantidade referente a x vezes o número de vagas que o mestrado oferece, iniciando o processo com os melhores pontuados no teste ANPAD.

– Outros testes
Algumas universidades, além do teste ANPAD, podem exigir outros testes, como por exemplo, testes específicos de administração para candidatos formados em outras áreas.

– Análise de currículo
A análise do currículo é outra fase dos processos de seleção, que pode ser por meio do currículo Lattes ou de currículo específico no formato que o programa de mestrado exige. É analisado o histórico acadêmico e profissional do candidato.

– Prova escrita
Algumas universidades fazem provas discursivas de conhecimentos da área de administração para todos os candidatos.

– Projeto de pesquisa
A maioria exige projeto de pesquisa, mas outras substituem o projeto pela prova escrita de conhecimentos da área de administração.

– Entrevista
Todos os programas de mestrado fazem a entrevista de seleção dos candidatos. Avaliam nessa fase se o candidato tem perfil adequado para cursar o mestrado.

Podem existir outras formas de seleção não citadas aqui.

Disciplinas especiais/isoladas

Se voce não foi selecionado, é possível cursar, em quase todos os mestrados, disciplinas “isoladas” ou também chamadas “especiais”, quando há vagas não preenchidas pelos alunos regulares em alguma disciplina.

Você poderá cursar, mediante processo de seleção de cada programa de mestrado, tais disciplinas. Essa é uma estratégia para melhorar as possibilidades de ingresso no mestrado, haja vista que você conhecerá melhor o programa, seus professores e terá a oportunidade de mostrar que tem perfil para fazer o mestrado, ao demonstrar seriedade e dedicação aos estudos.

No processo de seleção, seguramente os professores vão lembrar do seu desempenho na disciplina cursada como aluno não-regular!

Como me manterei financeiramente no mestrado?

Bom, o ideal seria que você tivesse uma situação financeira tranqüila para apenas estudar, mas essa não é a realidade de grande parte dos pobres mestrandos!

Então, é possível conseguir bolsa de estudos, que hoje está em torno R$ 1.300,00 para mestrado, que o governo federal proporciona, por meio da CAPES ou CNPQ.

A quantidade de bolsas depende de cada programa de mestrado e os critérios, em geral, são ter bom desempenho no processo de seleção, além de não ter vínculo empregatício, mas isso pode ser dispensável. Pode haver, entretanto, critérios diferentes, dependendo do programa de mestrado e da universidade.

Observe que nem todos podem conseguir bolsa, devido à quantidade limitada oferecida, mas o importante é você entrar no mestrado, depois a gente se vira!

Onde encontro cursos de mestrados

Procure no site da CAPES conforme abaixo:
– Entre no site abaixo e procure Cursos Recomendados.
http://www.capes.gov.br/
– Selecione a região e aparecerá vários cursos de mestrados/doutorados e a classificação.
– Depois você pode entrar no site da instituição que o oferta e vê outras informações.

MBA é considerado mestrado no Brasil?

Não.
MBA é considerado apenas como um simples curso de especialização.
MBA é a sigla, em inglês, para Master in Business Administration, ou, em Português, Mestre em Administração de Negócios.
MAS QUE FIQUE CLARO: MBA NÃO É MESTRADO RECONHECIDO PELA CAPES. É ESPECIALIZAÇÃO.
Traduzindo, MBA é um curso de formação de executivos, nas diversas disciplinas da administração, onde são estudadas matérias de marketing, finanças, RH, contabilidade etc.
Ressalte-se que o MBA espalhou-se pelas instituições do Brasil como uma forma de vender melhor o curso de especialização, haja vista que a expressão norte-americana “MBA” vende e dá muito lucro.
Um dos objetivos de um MBA seria oferecer conhecimentos e também formas práticas de aprendizado, assim como ter professores com ampla experiência profissional na área em que leciona.
Dessa forma, existem bons cursos, mas também aqueles que deixam a desejar.

Mestrados no exterior – fora do Brasil

Cuidado com pós-graduação no exterior (mestrado/doutorado), pois mesmo aqui no Brasil o curso precisa ser reconhecido pela CAPES, conforme os critérios de avaliação de qualidade estabelecidos. Cursos do exterior precisam ser revalidados no Brasil.

Quem pensa em fazer um mestrado/doutorado no exterior, procure verificar se existe alguma universidade no Brasil, com mestrado na área reconhecido pela CAPES (http://www.capes.gov.br/) para que essa instituição possa revalidar o diploma do curso feito no exterior. Se o diploma auferido no exterior não for revalidado aqui no Brasil por uma instituição séria e reconhecida pela CAPES, o seu título de mestre/doutor não será aceito, por exemplo, em concursos públicos. Na verdade, para efeitos legais, no Brasil, o seu título não terá valor sem a revalidação.

Assim, mais uma vez, cuidado ao fazer um curso de mestrado ou doutorado no exterior. É preciso revalidá-lo aqui no Brasil para que tenha validade. Não existe lei que estabeleça a revalidação automática, nem do Mercosul, nem de outros países.

Vale ressaltar que o processo de revalidação existe porque nem sempre o curso feito no exterior possui a devida qualidade.

PDF: http://dl.dropbox.com/u/23482296/ArtigosBlog/Mestrado_em_administracao.pdf

Anúncios
11 Comentários leave one →
  1. Lenise Negrão permalink
    12/06/2011 18:25

    Exatamente tudo que preciso entender para iniciar a vaga para o curso de Mestrado em Administração.
    Parabéns pelo artigo de tão importância para nós iniciantes e obrigada por contribuir com o nosso aprendizado.

  2. Antonio permalink
    08/09/2011 16:43

    Muito bom, professor Geverson! Parabéns pelas orientações
    Professor Antonio Costa Gomes Filho, Dr.

  3. 25/11/2011 20:24

    Obrigado Professor Antonio!

  4. 30/11/2011 22:29

    Eu estou me inscrevendo no curso de mestrado LEGO CURSOS em Buenos Aires…
    Eu quero saber se o mestrado da empresa é reconhecido aqui no Brasil.
    Meu nome é Franciscarmem Borges Costa.

    • adriana permalink
      23/04/2012 11:34

      Olá
      Vi vc no facebook, gostaria muito de saber sobre as aulas de mestrado na Argentina. Estou matriculada e começo em julho. Estou preocupada com o idioma. Podes me dar uma orientação?Podes me achar no face como adriana meyran e se quiser podes me adicionar, aliás, gostaria muito!

  5. 30/11/2011 23:12

    Olá Franciscarmem,
    Não existe reconhecimento automático de cursos de mestrado ou doutorado do exterior, não importa qual empresa esteja representando ou agenciando/vendendo o curso aqui no Brasil. Documentos apresentados como acordos relacionados ao Mercosul ou outros, não influenciam nessa regra e são usados apenas como forma de induzir o pretenso aluno a pensar que o curso é reconhecido no Brasil, mas não é. Assim, somente os cursos constantes neste endereço http://www.capes.gov.br/cursos-recomendados são reconhecidos no Brasil. Se você fazer mestrado no exterior, terá que encontrar uma universidade séria no Brasil, com mestrado reconhecido na mesma área, para verificar a possibilidade de revalidação. Mas esse processo é difícil. E sem essa revalidação, o título de mestre ou doutor não terá validade aqui no Brasil. Observe que “empresas” que representam/agenciam tais cursos do exterior aqui no Brasil tem interesse em vender, em lucrar. Depois, o estudante é que pode ficar no prejuízo.

  6. 14/12/2011 23:08

    O diploma de curso estrangeiro deve ser revalidado por instituição nacional, nos termos da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, art. 48, § 3º, inclusive aqueles ofertados por instituições dos Estados Partes do Mercosul, conforme Decreto nº 5.518, de 23 de agosto de 2005, e Parecer CNE/CES nº 106/2007, de 9 de maio de 2007, do Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Superior.

  7. Joao Ferreira permalink
    03/10/2013 09:08

    Prof. Vamos tomar consciência de um detalhe. A principal barreira para o aluno de administração fazer o mestrado é o teste ANPAD, que não engloba nenhum conhecimento de administração. O resultado disso é que, falando a mais pura verdade, profissionais de outras áreas é acabam fazendo o mestrado em administração. Por exemplo, engenheiros e economistas. Não vou dizer que é impossível para um aluno de administração, mas não adianta nada ter um professor orientador se tem que se preparar para esta prova.

    • 04/10/2013 20:37

      Caro João,
      De fato, há críticas contundentes em relação ao teste ANPAD. Também passei por isso nos processos de seleção e entendo seus argumentos. Entretanto, o teste ANPAD já está legitimado nos processos de seleção, tanto que, pelo que se sabe, transformou-se num fator que a CAPES/MEC valoriza ao credenciar novos mestrados em administração no país. Portanto, ainda que seja polêmico, atualmente, não tem como fugir do teste. Obrigado pela sua participação.

Digite seu comentario

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s